O Brasil tá de olho!

Entenda o motivo que leva emissoras e marcas a bancarem os realities no Brasil. Se você trabalha no mercado da comunicação, você precisa entender por que "reality show" é um formato já consolidado e em expansão na TV brasileira. Com crescentes números de audiência e um público cada vez mais ativo nas redes sociais, os programas deste formato rendem pautas em suas emissoras e dominam as redes sociais durante o período de exibição.


Os realities não são exatamente uma novidade, né? O formato já mostrou sua força no início dos anos 2000, com programas como A Casa dos Artistas (SBT), Big Brother Brasil e No Limite (ambos da TV Globo). Mas o crescimento exponencial das redes sociais e o crescente uso de smartphones deram um novo fôlego ao formato. Os smartphones se consolidaram como uma tela extra e uma ferramenta de interação instantânea da audiência com os realities. Pesquisa divulgada pelo projeto Mídia Dados, mostra como o número de usuários de smartphones com rede 4G evoluiu no Brasil.


Alguns outros dados também comprovam a força dos programas em diversas redes sociais e sites. Entre os assuntos mais buscados no Google, no ranking geral, o Big Brother superou em 2018 temas como as Eleições e personalidades como Jair Bolsonaro e Lula. Na categoria específica de programas de televisão, o Big Brother lidera o interesse de forma absoluta desde 2017, enquanto A Fazenda (TV Record) sempre figura bem posicionado. Em meio as principais personalidades de 2020, além de Donald Trump, Sergio Moro e Joe Biden, estão os participantes do BBB 20: Manu Gavassi, Babu e Rafa Kalimann.


Entre as 20 exibições de programas com mais tuites em 2019, 14 são do gênero reality show, divididos entre Big Brother, A Fazenda e Master Chef (Band). Soma-se a isso, claro, os índices de audiência dos programas, que costumam ser muito altos. Em fevereiro de 2021, a desejada eliminação da rapper Karol Conká concedeu à Globo audiência equivalente à da Copa do Mundo de 2014, alcançando picos de 40 pontos. A última vez que o programa havia atingido este índice foi na final da edição de 2010.


Em ranking divulgado pelo Twitter, o Big Brother e a Fazenda ocupam o primeiro lugar entre os programas de TV mais discutidos em 2020, ambos à frente de séries consagradas como Stranger Things, Game of Thrones e Grey´s Anatomy.

E quando um programa é referência em audiência e domina as redes sociais, as marcas tem o interesse em estarem presentes e aproveitarem o momento para fazerem parte das discussões e de momentos decisivos dos programas. Uma das festas BBB 21 teve o tema McDonald´s, com a marca divulgando o novo produto “Méqui Box” e alguns outros que já estão no menu, o resultado foi um pico absurdo no volume de buscas com o nome da marca no Google.


O Tik Tok também realizou ação em conjunto com A Fazenda e se tornou o canal oficial do programa para comunicação entre participantes e público, sendo esta a maior parceria do Tik Tok no mercado Brasileiro. Ainda sobre A Fazenda, após vencer o reality a funkeira Jojo Todynho foi contratada pela Domino´s para ação publicitária no Brasil.


Novo SUV da Fiat no BBB. Foto: Imagem: Reprodução/Globoplay

A Fiat também aproveitou o momento para lançar um novo produto no mercado: o SUV da marca, com nome provisório de Progetto 363. Além de revelar o carro aos poucos durante os programas, o vencedor ganhará o novo carro e o Autoesporte apurou que o nome oficial do carro poderá ser escolhido pelo público em uma espécie de “paredão” no BBB 21.


E se você ainda acha que dominar as conversas nas redes sociais e liderar interesse no Google é pouco, as marcas apresentam resultados ainda mais impressionantes quando analisamos os objetivos demonstrados nas ações que realizam nos realities. A Americanas, marca com grande representatividade no varejo digital, é patrocinadora do BBB21, e realizou uma ação no programa com descontos exclusivos para os usuários do aplicativo "Americanas". O resultado: os acessos ao app da Americanas tiveram um aumento de 175%.


Diante de tanto interesse, de público e patrocinadores, as emissoras estão atentas a aproveitar o momento e colocar mais programas do gênero em suas grades. A Globo anunciou recentemente a volta do programa No Limite, que está fora do ar há mais de 12 anos. A Americanas também já anunciou que, além do BBB, será patrocinadora da próxima edição de A Fazenda, da Record.


Você pode amar ou odiar os realities, mas a verdade é incontestável: eles podem ser uma grande oportunidade para a sua marca.



Ação da Americanas no BBB21. Imagem: Reprodução Globplay.

Destaques
Recentes